Pensamento do Dia...

"É legítimo querer que nos amem por quem somos … mas é nossa a responsabilidade de sermos quem somos…fielmente."

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Desistir / Aceitar

Diz-se que quem procura acha, não é?!?! Acho que é o que consecutivamente me acontece...é dificil deixar de lutar, mas também é dificil  não ter medo de perder...mas há alturas que temos de desistir...e parar, sentir, aceitar as consequências inevitáveis...no fundo é entregar, e aceitar que as coisas são o que são...e que há momentos que não se prolongam no tempo...fico triste...por não os voltar a poder ter...mas agradeço muito por um dia ter tido oportunidade de os viver! Esta é a altura...de parar...porque o que for para mim vai voltar, vai surgir....
Dificil é a responsabilização que tem de ser feita, e também inevitável é sentir esta culpa que sei que não devia...porque é uma culpa por SER, e por ser incapaz de fazer, naquele momento melhor que isso.
Queria tanto já ter aprendido nas lições anteriores, para não voltar á mesma aula....mas não fui capaz, e não sei se desta vez serei, mas queria muito!

Espero ter outra oportunidade para Ser melhor...e que até lá, as perdas não se concretizem realmente...significaria que aprendi alguma coisa!

Agora vou voltar a mim...significa provavelmente que me vou sentir sozinha de novo...mas é um mal necessário...pois a partir dai vou voltar a sentir a importância de estar comigo, desapegando de tudo o que constantemente tenho necessidade de ir buscar aos outros! E depois sim, fazer uma nova tentativa de voltar para os outros, sem de novo me esquecer de mim...

“O que significa desapegar-se? Significa prestar atenção na essência, não se deixar pegar por questões não essenciais. Significa não criar dramas desnecessários; significa experienciar alegria nas coisas simples da vida. Praticar o desapego e ficar sintonizado com o plano da essência implica em estar consciente de uma dimensão oculta, que se encontra diretamente sob e por trás de tudo o que é observável. Significa renunciar ao julgamento apressado em termos de bom e ruim, e confiar na Inteligência Cósmica, que ultrapassa de longe a mente humana. “
Por Jeshua

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Medo...

Aqui estou eu de volta ao blog...parece que quando as coisas não estão tão bem, a necessidade de regressar aqui aumenta...porque este foi o meu cantinho durante todo o tempo que estive "isolada", ou melhor assim me sentia!

Estes estão a ser tempos dificeis, depois de uma temporada optima...em que senti tudo o que significava abundância!
Agora, voltei a sentir aquilo de que não sentia saudades absolutamente nenhuma, mas que desta vez ainda veio acrescido de maior intensidade!
Quando se dá aquilo que se sente, aquilo que se tem, abre-se um precedente de desprotecção enorme, tudo aquilo que estava guardado fica a mercê de ser tocado e magoado pelo simples toque acidental! Tudo fica mais fragil porque se pensa que é seguro, ou pelo menos acha-se que não é mas com a confiança de poder estar enganado arrisca-se na mesma!

Quando por algum motivo, algo toca na ferida tudo reage...tudo o que se É tenta proteger-se da forma mais desesperada que existe, quer-se utilizar todos os recursos ao nosso alcançe para parar aquela dor que de repente se sente...uma dor forte, permanente, conhecida, da qual os outros não têm conhecimento, e que por mais que se explique fica dificil compreender!
E neste instinto de protecção tudo piora, tenta proteger-se o que já não tem protecção, e por cima se inflige maior dor, porque as atitudes de defesa que dai advem proporcionam mais alcançe á ferida!
Não parece haver grande saida nestas circuntâncias, desistir, não diminui a dor só a aumenta pela sensação de perda, reagir, só agrava o tamanho da dor porque para alem de auto inflingi-la temos reacções na mesma proporção, e continuar parece um caminho impossivel, que trará mais e mais dor, que nos faz sentir estupidos, primeiro por termos aberto a guarda e depois por continuarmos a insistir nisso!

Neste momento, como em tantos outros não sei de mais nada, só sei que á uma dor que não me larga, e que mais que medo, me faz sentir um pânico, uma sensação de prisão, uma sensação de não querer passar por isto...Pior é ter consciência que vou ter de passar, que vai voltar a doer durante um tempo, e não saber se vou ter força para a cada dia, a cada situação reafirmar a minha escolha, a de SER EU, a de enfrentar o medo...pois aquilo que mais me alicia é desistir de tudo, como se isso fosse sequer uma opção!

Eu quero enfrentar, quero SER mais, quero não ter medo, quero não reagir para não magoar quem me rodeia, mas para o caso de eu não conseguir, desde já peço desculpa, porque para além disso vou ter de aceitar o tamanho da minha limitação!

"Em caso de pânico interior, feche os olhos, respire fundo, e pense em alguma coisa bem diferente daquilo que está vivendo." - Paulo Baleki

sábado, 9 de outubro de 2010

Sentir...

Aqui estou eu de volta ao blog...mais uma vez....já tinha saudades...por falta de tempo, por falta de tema....tenho andado longe...talvez até por falta de sentir!!!

SENTIR - segundo o dicionário é...
* Perceber por um dos sentidos; ter como sensação.

* Perceber o que se passa em si; ter como sentimento. = experimentar
* Ser sensível a; ser impressionado por.
* Sofrer as consequências de.
* Ter sensibilidade; ter alma sensível.

Curioso, tanto significado para uma palavrinha que parece tão fácil de compreender, mas dificil de assumir...talvez pelo facto de significar "sofrer as consequências de", porque as assumimos, ou deixamos para trás aquilo que somos.
Ou não?! ou utilizamos aquilo que achamos que somos, e que devemos fazer, para simplesmente fugir do sentir?!

Sinceramente há dias que não sei de nada, e hoje é um deles! Sei que á coisas que não queria lidar, sei que provavelmente SER é a coisa mais dificil que há, embora pareça facilimo...
A questão é sou o quê? e pior ainda é não se ter a certeza se vou gostar da resposta...

Mas no meio de tudo isto são as pequenas coisas, os pequenos gestos, que nos mostram que não podemos ser maus de todo...porque se há alguem que nao nos engana, e que diz aquilo que pensa, são as crianças...portanto nem tudo é preto ou branco, como digo tantas vezes, talvez até para me convencer...porque é o que ás vezes tambem me parece!

Obrigada D. por me fazeres sentir um bocadinho mais branco...

"Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito."
William Shakespeare

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A minha luz...

É claro que precisas da minha luz.
Vai procurar-me, para te acalmares.
Procura-me na serenidade do mar.
Na luz das estrelas, na fúria do vulcão.
Procura-me na imensidão dos campos,
na inconstância das flores e no barulho da chuva.


Encontra-me na profundeza dos oceanos e na
Diversidade das espécies. Procura-me na natureza.
E se não me encontrares, é porque os teus olhos não
estão preparados para me ver. Nesse caso, fecha os
olhos e olha para dentro. Olha para ti. Vê-te.
Reconhece-te. Ama-te. E eu, com certeza, estarei aí.

LIvro da Luz - Alexandra Solnado

sábado, 18 de setembro de 2010

SER Feliz...

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.


Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta."

Augusto Cury

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O Meu Amor...

O MEU AMOR

Dá-lhes o meu amor. É só isso. Dá-lhes o meu amor. Dá-lhes o amor que recebes de mim. Faz o que for preciso para que no teu peito o meu amor vença. Faz os possíveis por retirar a densidade, as memórias, as emoções negativas e destruidoras. Cuida para que não haja raiva, ódio, inveja ou mágoa no teu sistema emocional.

Vai à dor as vezes que for preciso, vai desactivar memória, e depois sobe. Quando aqui chegares, cuida para que venhas leve, fresco e cristalino. Para que o meu amor entre abençoado, para que o meu amor possa abarcar o mundo inteiro através da tua vibração.

E quando saíres à rua, quando falares com as pessoas, quando estiveres onde tens de estar no teu dia-a-dia, o amor imenso que tenho pela humanidade vai saltar de ti e invadir a terra inteira.

E vais saber que fui eu. Vais saber que fui eu quem invadiu as ruas e as almas das pessoas. E tudo ficará mais claro. E tudo ficará mais limpo. E tudo ficará com a vibração do céu, que é a única maneira que o homem tem de voltar para casa.

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde
de Alexandra Solnado

quarta-feira, 21 de julho de 2010

O Teu Amor....

O TEU AMOR

"Dá-lhes amor. Dá todo o teu amor. O teu amor mais profundo. O teu amor mais intrínseco. Verbaliza o teu amor. «Fisicaliza» o teu amor. Diz o quanto amas. Toca, beija, abraça. Fala.

A cada minuto, a cada segundo da tua vida, ama, e demonstra esse amor. Toca em todas as pessoas que se cruzarem no teu caminho. Toca, e passa energia. Olha, e passa energia. Sorri, e passa energia. Ilumina-te, e passa esperança.

Toda a tua vida se vai transformar a partir desse toque, desse olhar, desse sorriso e dessa luz. Todo o Universo vai mudar um pouco à conta da tua atitude. Todo o Universo vai mudar um pouco porque tu escolheste mudar. Todo o Universo vai mudar um pouco porque tu escolheste amar.

E eu, aqui nas alturas, tão distante, vou receber essa energia que vocês escolheram emanar. E eu, aqui neste alto pouso, vou receber o amor que tu escolheste dar."
 
Livro da Luz - Alexandra Solnado

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Angels

Tudo o que tenho para dizer hoje, está na letra desta música.


Send Me An Angel



The wise man said just walk this way
To the dawn of the light
The wind will blow into your face
As the years pass you by
Hear this voice from deep inside
It's the call of your heart
Close your eyes and you will find
The way out of the dark


Here I am
Will you send me an angel
Here I am
In the land of the morning star

The wise man said just find your place
In the eye of the storm
Seek the roses along the way
Just beware of the thorns

Here I am
Will you send me an angel
Here I am
In the land of the morning star

The wise man said just raise your hand

And reach out for the spell

Find the door to the promised land

Just believe in yourself

Hear this voice from deep inside

It's the call of your heart

Close your eyes and you will find
The way out of the dark


Here I am
Will you send me an angel
Here I am
In the land of the morning star
Here I am
Will you send me an angel
Here I am
In the land of the morning star

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Com todos os meus sentidos....


Este excerto que coloco hoje, corresponde ao livro que me tem levado no seu voo, onde estranhamente em tantas frases me vejo espelhada?! o que quererá isso dizer? Só com o tempo saberei...acima de tudo tento CONFIAR...na vida, porque o amor que felizmente consigo ir sentindo no peito não me deixa alternativa senão me entregar ao que de melhor haverá para mim...mesmo que isso se traduza em tempos, dolorosos, intensos, e de grande transformação...
A lição que se segue, todos deveriamos aprender...
.
"....Os homens vão compreender que com amor é mais fácil. Com amor é mais bonito. Vão compreender que as diferenças que os separam são a grande comunhão com o Universo, pois tudo é diferente e se integra, tudo é diferente e se complementa.
Vão compreender que ninguem tem de se igual a ninguem, e que o amor pode ser sentido por coisas e pessoas diferentes de vocês, desde que saibam valorizar essa diferença. E que não têm de se mais ou menos, os outros não são melhores ou piores, todos são iguais, apenas tomaram rumos diferentes.
E que uma pessoa que aparentemente é menos evoluida do que tu pode ser uma alma velha e sábia, que veio bloqueada e esquecida de quem verdadeiramente é, só nesta vida, para te picar, para ver a quantas andam o teu julgamento e amor. Porque é fácil amar o que nos é confortável e seguro. Dificil é amar as diferenças, as escolhas dos outros que vos deixam tão inseguros.
..."

Alexandra Solnado in Voo Sensitivo

sábado, 19 de junho de 2010

A mão...

Desculpem a ausência, mas anda complicado de tempo!!!
Com este texto descobri finalmente, o fascinio que tenho, e sempre tive desde que me lembro pelas mãos...pelo toque das mãos, que caracterizam um momento de pura partilha energética.
"A mão simboliza o amor, a compaixão, o misticismo, a protecção, a orientação, a solidariedade, a criação e a comunicação: é a mão grande e generosa do semeador.
É a mão delicada e inteligente do jardineiro que alimenta a rosa.
É a mão vigorosa e firme do artesão que faz aparecer a vida.
É a mão afectuosa e protectora da mãe que guia os primeiros passos da criança.
É a mão calorosa e doce do amigo que segura a nossa nas horas dificeis.
A sensibilidade extrema da mão deve-se ao facto de ela contituir um verdadeiro ponto de encontro de terminações nervosas: os chackras, situados nas palmas das mãos e cujo o turbilhão é mais ou menos rápido, estão ligados aos dedos, que podem ser comparados a antenas simultaneamente emissoras e receptoras: a mão é uma verdadeira obra-prima de equilibrio energético e de perfeição sensitiva. A mão tem, com efeito, a capacidade de transmitir as energias, mas também de as captar."

Kaly - Saúde pelos chackras e pelas cores

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Guerreiro de Luz

"O guerreiro da luz sempre procura melhorar.
Cada golpe de sua espada traz consigo séculos de sabedoria e meditação. Cada golpe precisa ter a força, a habilidade de todos os guerreiros do passado, que ainda hoje continuam abençoando a luta. Cada movimento no combate honra os movimentos que as gerações anteriores procuraram transmitir através da Tradição.
O guerreiro desenvolve a beleza de seus golpes. Embora se comporte como uma criança.
As pessoas ficam chocadas, porque esqueceram que uma criança precisa divertir-se, brincar, ser um pouco irreverente, fazer perguntas inconvenientes e imaturas, dizer tolices.
E perguntam, horrorizadas: "É isso o caminho espiritual? Ele não tem maturidade!”
O guerreiro se orgulha com este comentário. E mantêm-se em contacto com Deus, através de sua inocência e alegria. Age assim, porque no começo de sua luta, afirmou para si mesmo:
“Eu tenho sonhos”.
.
Depois de alguns anos, percebe que é possível chegar onde quer. Ele sabe que vai ser recompensado.
Neste momento, a grande alegria que animava seu coração, desaparece. Porque enquanto caminhava, conheceu a infelicidade alheia, a solidão, as frustrações que acompanham grande parte da humanidade. O guerreiro da luz então acha que não merece o que está para receber.
Quando aprende a manejar sua espada, descobre que seu equipamento precisa ser completo - e isto inclui uma armadura.
Ele sai em busca da sua armadura, e escuta a proposta de vários vendedores.
"Use a couraça da solidão", diz um.
"Use o escudo do cinismo", responde outro.
"A melhor armadura é não se envolver em nada", afirma um terceiro.
O guerreiro, porém, não dá ouvidos. Com serenidade, vai até seu lugar sagrado e veste o manto indestrutível da fé.
A fé apara todos os golpes. A fé transforma o veneno em água cristalina.
O seu anjo sussurra: “entrega tudo". O guerreiro ajoelha-se, e oferece a Deus as suas conquistas.
A Entrega obriga o guerreiro a parar de fazer perguntas tolas, e o ajuda a vencer a culpa.
E se, ainda assim, achar que sua recompensa é imerecida, um guerreiro da luz sempre tem uma segunda chance na vida.
Como todos os outros homens e mulheres, ele não nasceu sabendo manejar sua espada. Errou muitas vezes antes de descobrir sua Lenda Pessoal.
Nenhum homem ou mulher pode sentar-se em torno da fogueira, e dizer aos outros: "sempre agi certo." Quem afirma isto está mentindo, e ainda não aprendeu a conhecer a si mesmo. O verdadeiro guerreiro da luz já cometeu injustiças no passado.
Mas, no decorrer da jornada, percebe que as pessoas com quem agiu errado sempre tornam a cruzar com ele.
Por isso, o guerreiro da luz tem a impressão de viver duas vidas ao mesmo tempo. Em uma delas, é obrigado a fazer tudo que não quer, lutar por idéias nas quais não acredita. Mas existe uma outra vida, e ele a descobre em seus sonhos, leituras, encontros com gente que pensa como ele.
O guerreiro vai permitindo que suas duas vidas se aproximem.
"Há uma ponte que liga o que eu faço com o que eu gostaria de fazer", pensa. Aos poucos, os seus sonhos vão tomando conta da sua rotina, até que ele percebe que está pronto para o que sempre quis.
Então, basta um pouco de ousadia - e as duas vidas se transformam numa só.
É sua chance de corrigir o mal que causou. Ele a utiliza sempre, sem hesitar."

domingo, 9 de maio de 2010

Responsabilidade...

Todos nós sabemos a responsabilidade que este caminho que escolhemos acarreta...aprendemos que somos responsaveis por tudo, mas mesmo tudo o que na nossa vida se passa...ás vezes essa responsabilidade é dificil, ás vezes a consciência dessa responsabilidade torna tudo ainda mais dificil...mas no fundo essa mesma responsabilidade traz uma liberdade imensa!
No meio de tudo isso essa responsabilidade vai transformando a vida...vai fazendo que mudanças em nós aconteçam, e por consequência as coisas que do exterior vêm até nós!!
Eu sou uma priveligiada, no mundo em que estamos, no meio da confusão que muitos reclamam...vêm até mim pessoas super especiais, que me ajudam a caminhar, a lidar com essa responsabilidade, e principalmente a sentir que todo este caminho vale mesmo, muito, muito a pena!
Obrigada!!!!!

"A raiz latina da palavra "responsabilidade" desvenda o seu significado: capacidade de responder, de reagir.
.
Um guerreiro responsável foi capaz de observar e treinar. Foi, inclusive, capaz de ser "irresponsável": às vezes deixou-se levar pela situação, e não reagiu.
Mas aprendeu as lições; tomou uma atitude, ouviu um conselho, teve a humildade de aceitar ajuda.
Um guerreiro responsável não é o que coloca sobre seus ombros o peso do mundo; é aquele que consegue lidar com os desafios do momento presente.
Evidente que às vezes fica apavorado diante de decisões importantes.
"Isto é grande demais para você, diz um amigo.
"Vá em frente, tenha coragem", diz outro.
.
E suas dúvidas aumentam.
Depois de alguns dias de angústia, ele recolhe-se ao canto de sua tenda, onde costuma sentar-se para meditar e orar. Vê a si mesmo no futuro. Vê as pessoas que serão beneficiadas e prejudicadas por sua atitude. Ele não quer causar sofrimentos inúteis, mas tampouco quer abandonar o caminho.
O guerreiro então deixa que a decisão se manifeste. Se for preciso dizer sim, ele dirá com coragem. Se for preciso dizer não, ele dirá sem covardia. Quando o guerreiro assume uma responsabilidade, mantém sua palavra.
.
Os que prometem e não cumprem, perdem o respeito próprio, tem vergonha de seus atos. A vida destas pessoas consiste em fugir. Gastam muito mais energia desonrando a palavra, que o guerreiro da luz usa para manter seus compromissos.
Às vezes também ele assume uma responsabilidade boba, que resultará em prejuízo. Não torna a repetir esta atitude - mas, mesmo assim, honra sua palavra e paga o preço de sua impulsividade.
Claro que termina por escutar opiniões desfavoráveis. Mas, antes de dar ouvidos a qualquer coisa, procura sempre informar-se se quem dá estas opiniões já realizou um trabalho melhor que o seu. Geralmente, quem critica nunca viveu seu próprio sonho; apenas os vencedores são tolerantes e generosos.
.
Por que criticam?
Porque, a cada passo que o guerreiro dá adiante, esta pessoa ficou um passo atrás. Para ela, é duro aceitar que ele está atingindo tudo que ela julgou inatingível.
Isso não quer dizer que dê passos errados: vai errar muitas vezes, e não tem importância.
.
Errar faz parte do caminho, corrigir o erro faz parte de sua responsabilidade.
Para errar menos, o guerreiro descansa de vez em quando, e se alegra com as coisas simples da vida. Sabe que as cordas que estão sempre tensas, terminam desafinando. Os cavalos que não param de saltar obstáculos, terminam quebrando a perna. Os arcos que são curvados todos os dias, já não atiram suas flechas com a mesma força."

Paulo Coelho

sexta-feira, 7 de maio de 2010

One Love

Depois de à mais ou menos um ano ter frequentado um curso, em que em determinado momento me foram apresentadas duas músicas da Sara Tavares, onde me foi proporcionado sentir essas mesmas músicas...
Depois de ontem ter tido um momento de partilha exceptional, que me fez relembrar o outro...e mais, onde voltei a sentir aquele AMOR entre pessoas...esta música é mais do que adequada para exprimir esse estado de espirito...
Que cada um de vocês se sinta tocado com estas palavras, que tento projectar daqui...
E principalmente as pessoas que partilharam esses e todos os momentos deste meu caminho, todos esses momentos especiais...Esta música é principalmente para vocês, pois cada um à sua maneira...é "One Love", único só por ser tal qual é!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Significado

Este post parece ter duplo significado. Primeiro, porque ele próprio se chama significado, e segundo, mesmo já tendo lindo estas palavras, se calhar até mais de uma vez, não há nada como, nos momentos certos, nos momentos em que se está a sentir exactamente isso, e em que a emoção está ao rubro, ou no limite, ou nem sei como dizer, voltar a lê-las....senti-las....e mais chegar à ultima frase e deixar tocar o "Mas esses momentos não irão comprometer o caminho, nem irão travar o que quer que seja, pois o rumo já foi descoberto e é irreversível"
E é exactamente nesse sentir que tudo volta a ter significado...e por mais que não se perceba nada, do onde a vida nos quer levar, a entrega do "é assim por algum motivo" transparece...

Espero continuar a caminhar, mas que está muito dificil...está!!

SIGNIFICADO

Pensa numa vida sem significado. Uma vida vazia, de total abandono espiritual. Uma vida sem significado é a entrada para toda uma série de situações confusas, conflituosas. Não dar significado à vida quer dizer perder-se num emaranhado de ilusões, sem fim à vista.

O que é dar significado à vida? É enchê-la de sinónimos de liberdade, fraternidade e esperança. É compreender que o interior do homem é o lugar mais sagrado, mais estranho, mais viciante e mágico. É compreender que dentro do peito de um homem reside toda a sabedoria.

Perceber a vida e o seu significado é algo que só é possível para alguns, os que já abriram o coração e compreendem as vicissitudes da elevação. Só assim se poderá compreender que no movimento de subida há e haverá fases de descida, que no instante de conexão haverá momentos de dúvida, e no instante de se ser quem se é haverá momentos de hesitação.

Mas esses momentos não irão comprometer o caminho, nem irão travar o que quer que seja, pois o rumo já foi descoberto e é irreversível. Na realidade, a única e verdadeira diferença entre os homens e os animais é a capacidade intrínseca que o ser humano tem de dar significado à sua existência. E isso só será possível se ele compreender que sem significado a vida não serve para grande coisa.

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde, de Alexandra Solnado

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Crianças Indigo

"Crianças Indigos" é o nome dado a um grupo de seres muito especiais que decidiram encarnar no nosso planeta com uma missão e objetivos específicos.
O nome "Criança Indigo" refere-se à cor da alma do Indigo, que indica uma Alma Mestre que serve como um professor ou curador. As crianças indigo foram assim chamadas pela diferente cor de suas auras, o Índigo, que é a cor do terceiro olho, ou seja, do chacra frontal

Os Indigos têm vindo para o nosso planeta há bastante tempo. No passado recente, os Indigos começaram a encarnar em números crescentes depois da Segunda Guerra Mundial, em preparação para a mudança global que estamos agora a viver. Elas encarnaram entre a geração dos anos cinquenta e dos anos sessenta. No entanto, nesta altura não havia um número suficiente delas no nosso planeta para criar mudanças significativas, e a vibração do planeta não era suficiente para estas mudanças.
Então, nos anos 70, a primeira "onda" da geração de Crianças Indigos chegou. Estes seres estão agora entre vinte e trinta anos., são a geração "guerreira" verdadeira que começou o processo de desafiar e mudar velhos sistemas.

A resposta óbvia é verificar a cor da aura. Mas não, nem todos os Indigos têm auras de cor azul escuro o tempo todo. O termo "Indigo" refere-se ao estado da alma e não à cor da aura, que num humano típico muda de dia para dia dependendo da disposição e interesse. Videntes que vêm os estado das almas podem identificar Indigos.


No entanto, é fácil identificar um Indigo pela sua sensibilidade, criatividade, espiritualidade e padrões gerais de comportamento.




Como crianças, elas parecem-se como todas as outras crianças, embora sejam frequentemente bonitas e com olhos penetrantes. São sempre altamente inteligentes e cheias de perguntas e exigências. Elas são energéticas e activas e têm força de vontade resolutas e um senso forte do seu próprio valor e importância. Sabem que são especiais e que estão aqui para fazer alguma coisa significativa.



Elas são orientadas pela parte direita do cérebro e são geralmente atraídas por atividades/ocupações que usam a parte direita do cérebro, tais como música, arte, escrita e espiritualidade. Adoram cristais, Reiki, meditação e yoga.

Têm uma natureza muito arrebatada e são intensivamente leais aos seus amigos, os quais costumam ser muitos. Acreditam em honestidade e comunicação nas relações. Elas ficam frequentemente desconcertadas com desonestidade e manipulação e outras formas de comportamento egoísta que é considerado normal pelas pessoas mais velhas.
A sua atitude para com dinheiro é de ou rejeitá-lo como desnecessário ou de estar muito consciente do seu poder e procurar, muitas vezes com sucesso, criar abundância para elas próprias.
Uma característica chave das Indigos é frequentemente a sua IRA. Elas não irão ser mandadas ou dominadas pelas supostas "figuras de autoridade". Num nível profundo, os Indigos não reconhecem "autoridade". Sabem que somos todos iguais, e por isso ficam irritados/furiosos com aqueles que assumem autoridade e se comportam ditatorialmente, quer sejam pais, professores ou patrões.




É neste caso que elas são importantes como professoras - elas estão a nos ensinar a sermos donos do nosso próprio poder e a nos respeitarmos, elas estão a nos ensinar a dar valor ao nosso Eu criativo e espiritual e a não pôr tanto valor no sucesso material.


A Indigo como criança é activa, energética e imaginativa. Elas podem se entreter a si próprias e brincar por horas nos seus próprios mundos. Elas frequentemente têm amigos imaginários, e adoram fadas e golfinhos. Os rapazes frequentemente têm uma tendência para hiperatividade.




A inteligência excepcional das Indigos pode ser exasperante para os adultos. Ninguém lhes "dirá o que fazer", mas quererão debater e negociar cada instrução. Até que os pais aprendam que estão a ser ensinados a respeitar o direito de escolha da criança, e honrar essa escolha, eles continuarão a ser confrontados a cada esquina com lutas de poder e batalhas de força de vontade.

A maneira correta de lidar com um Indigo é de estar disposto(a) a negociar, explicar e dar-lhes escolhas. Instruções como: "faça como te é mandado" só produzirão hostilidade e indeferença.


Os Indigos geralmente desgostam da escola intensivamente. Eles ficam entediados pelo passo vagaroso (para eles) e pelas tarefas repetitivas consideradas adequadas para as crianças pelos professores que não percebem a inteligência delas.

Elas lutam com autoridade e pressão de colegas, que podem ser bastante opressivos para uma alma jovem Indigo com pouca compreensão real do "poder sobre os outros", do domínio e estados de submissão comuns à sociedade da Terra.

Problemas que ocorrem na escola incluem resultado do tédio e irritação. Deficiências de educação tais como dislexia frequentemente também refletem as maneiras alternativas de ser e pensar das Indigos.

CRIANÇAS ÍNDIGO
Espírito guerreiro, que rompe com os sistemas estabelecidos.
META:
- Abrir caminhos
- Denunciar
- Não aceitam o que já não serve agora
- Aversão à mentira, falsidade e manipulação. 
ESPECIALIDADE:
- Denunciar
- Provar os limites físicos
PERSONALIDADE:
- Em geral são extrovertidos
- Pioneiros, originais, auto-suficientes, criativos, bastante autonomos
- Determinação, tenacidade
- Muita energia, e não demonstram medo de enfrentar as coisas ou as pessoas
FORMAS DE CONDUTA:
- São crianças exigentes que não se cansam de pedir coisas
- Não têm medo da confrontação
- Rebeldes 
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E OUTRAS:
- Robustos (fisicamente)
- Fortes (mentalmente) 
PODEM DIAGNOSTICAR-LHES ERRADAMENTE:
- ADD (DÉFICIT DE ATENÇÃO)
- ADHD (Déficit de atenção com hiperatividade) 
São precoces em começar a falar.
NECESSIDADES EM GERAL:
- Alimentar seus talentos de pioneiros e líderes
- Ferramentas de organização do trabalho
- Aprender a diplomacia e a cortesia

Retirado da Internet

terça-feira, 4 de maio de 2010

Crianças Cristal

Alguns autores referem que as crianças cristal começaram a chegar misturadas com Indigos com sensibilidade e refinação aumentadas nos anos noventa e anos dois mil. Outros referem que as crianças CRISTAL sempre existiram, ainda que em pouca quantidade (Jesus Cristo foi uma delas), outros referem ainda que estes começaram a chegar nos anos 80, embora em maior quantidade a partir de 1990. As crianças cristal são os chamados pacificadores, pois trazem atributos de paz e equilibrio para poder continuar o trabalho começado pelas crianças índigo.

As crianças cristal, são chamadas assim não pela cor da sua aura, mas pela sua alta vibração.

Estas crianças passam algum tempo sozinhas, não vivem bem em grupos e poucos entendem a sua necessidade de solidão. Estas devem entrar em comunhão com a Natureza e os elementos diariamente. O Espírito da Natureza os ajudará a equilibrar e a limpar todas as energias não harmoniosas que os afectam tão profundamente.
Normalmente são tranquilos, os outros os admiram e se sentem atraídos por eles como um imã. Terão profundas e longas relações com humanos que lhes ofereçam o amor incondicional que os cristal sabem que é o único amor verdadeiro. Quando um cristal olha para uma pessoa, é como se tivesse penetrado dentro da sua alma.

A água é muito benéfica para limpá-los e acalmá-los: banhos frequentes, duches diários, cascatas, fontes, brincar com a água e a areia. Querem roupas confortáveis, à sua escolha, em cores e fibras naturais. Precisam de muita água pura e com frequência preferem alimentos orgânicos frescos.

Antes de nascer, com frequência, disseram a seus pais seu nome, como se o ouvissem em pessoa. Milagres e magia ocorrem à sua volta: aparece dinheiro, os animais o procuram, os bebés lhes sorriem, curas ocorrem naturalmente. São extremamente empáticos, ao ponto de saber o que um desconhecido está sentindo.
Sentem medo de intimidar porque se sentem invadidos, e não respeitados muito facilmente. Preferem ficar sozinhos a ter o seu "espaço pessoal corporal" descuidado. Também evitam relações românticas por medo de ferir o outro se a relação terminar. Há uma inocência, uma falta de malicia, uma pureza, graças à ausência de ego nos cristal.

Podem necessitar de ajuda para aprender a conectar sua energia. Pode ser feito por meio de atividade fisica, natureza, desporto, artes marciais, ioga ou dança.
Podem estragar aparelhos elétricos, rádios, televisões, computadores. Abstêm-se de mostrar emoções por medo da sua amplificação e perda de controle, pois podem parecer passivos ou sem sentimentos. Podem sentir-se responsáveis porque alguém morreu, ou está ferido, ou, ainda, discutindo.

Podem ter, e provavelmente tiveram, periodos de depressão profunda. Respondem bem ao trabalho corporal à massagem ou ao trabalho energético realizado por alguém que está equilibrado. Massagens craneo-sacrais podem ser cruciais para manter seus corpos saudáveis e sem dor.
Com frequência têm um metabolismo alto e são naturalmente vegetarianos. Inteligentes, vêem todas as possibilidades com um entendimento instintivo das leis espirituais, de como funciona tudo.
Têm uma conexão limpa com o seu eu superior, ascedendo naturalmente ao seu guia superior. É por isso que sabem a verdade da unidade espiritual. Curadores e pacificadores natos, com muitas habilidades, são capazes de regenerar os ossos e a pele.
Podem ser pessoas de muito poucas palavras, mas todos os escutam, quando tranquilamente expressam sua sabedoria com humildade. No entanto, não darão conselhos sem que lhes tenham sido pedidos e nunca interferirão.



CRIANÇAS CRISTAL
Espírito pacificador.
Pacificadores.
META:
- Continuar o caminho começado pela geração índigo
- Construir com energias mais sutis
- Têm uma força interior extraordinária para conseguir elevar o nível de frequência energética da sociedade 
ESPECIALIDADE:
- Liberdade por meio do exemplo
- Provar os limites psíquicos
PERSONALIDADE:
- Mais calmos, pacíficos e gentis. No geral, um pouco introvertidos.
- Ainda mais espirituais
- Ainda mais telepáticos
- Ainda mais sensíveis 
FORMAS DE CONDUTA:
- Dizem o que precisam em poucas palavras, mas com profundidade, e só quando lhes pedem
- Irradiam paz e tranquilidade
- Harmonizam naturalmente a energia que os rodeia
- São muito afetuosos com as pessoas e percebem suas necessidade
- Calam-se e retiram-se se há conflitos, evitam as confrontações
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E OUTRAS:
- Menos robustos física e mentalmente
- Vulneráveis emocionalmente
- Habilidades psíquicas "ativadas desde o nascimento"
- Às vezes sofrem com alergias, são mais delicados. 
PODEM DIAGNOSTICAR-LHES ERRADAMENTE:
- A doença de Aspergers, uma forma ligeira de autismo, comum na profissão de programadores, informáticos e engenheiros de sistemas
- Autismo
- Ser considerado uma criança desconectada, desligada
Pode ser que comecem a falar tardiamente, em geral quando começam a entender que os adultos não compreendem a linguagem telepática.
NECESSIDADES EM GERAL:
- Utilizar e nutrir suas habilidades e seus talentos de pacificadores
- Ténicas de limpeza energética e psíquica sensível
- Intercâmbio de energia com a Natureza
Toda a informação retirada da internet

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Dificuldades de Ser Caminhante...



Aos que sentiram a minha falta nestes dias, obrigado...só por sentirem essa falta.
Não tenho estado muito virada para a escrita, e nem eu sei bem porque...talvez por falta de significado de qualquer coisa que venha aqui escrever.
Todos sabemos que o caminho que escolhemos tem momentos difíceis...eu sabia disso, já o senti por diversas vezes...
Mas desta vez foi diferente, não que algo tenha acontecido, mas foi como se uma parte menos agradável de mim tivesse sido activada...pior para mim foi não dar conta...como se essas característica aparecessem camufladas, para a consciência não dar conta delas...
Resultado...crise grandiosa, à escala mundial...acho que não me sinto tão perdida, tão a zeros, tão sem força, desde que iniciei esta caminhada! Cansada é a palavra indicada...
Mas no fundo reconheço a necessidade desta etapa...foi o resultado da quebra de protecção que tanto tenho trabalhado para perder...no fundo, e numa das perspectivas foi evolução...
.
Acho que o meu ego adivinhando o que viria ai, ficou extremamente activo, no entanto não evitou que viesse o acontecimento e que eu o pudesse vivenciar...saldo positivo para mim nessa fase...
Mas passado isso continuou, e acho que continua no seu melhor...a querer encontrar justificações para tudo, a saltar à mínima coisa...a mostrar-me que sou algo, que não gostaria de ser...e a ensinar-me que se não aprender a aceitar o meu lado menos bom, nunca irei "harmonizar os opostos".

Agora o caminho é recomeçar, não do zero, porque dizem que não é possível voltar tão abaixo, mas recomeçar neste novo patamar, que muitos denominam como evolutivo. E aceitar que me restabelecerei á medida que conseguir, com a confiança que tudo está exactamente onde deveria...que este momento é necessário, e que a vida trará o melhor que for para mim....acreditar que o peso que sinto agora, só tem o tamanho que eu consigo gerir, senão não me era dado!
.
Em muitas vezes, este blog serviu de ajuda neste meu desenrolar de nós, e estou a sentir que hoje não é excepção...por as ideias em palavras, da-lhes objectividade, sentido, e fica mais fácil pensar de fora sobre elas...Obrigado a todos vocês, seguidores novos, seguidores frequentes...por continuarem a ler!
Quanto ao texto que li, quero poder senti-lo, um dia, na sua magnifica plenitude...
.
"... Sou apenas um caminhante
Que perdeu o medo de se perder
Estou certo de que sou imperfeito
Podem chamar-me louco
Podem gozar das minhas ideias
Não importa!
O que importa é que sou um caminhante
Que vende sonhos aos transeuntes
Não tenho bússola nem agenda
Não tenho nada, mas tenho tudo
Sou apenas um caminhante
À procura de si mesmo."

Livro, " O vendedor de sonhos" de Augusto Cury
Retirado daqui

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Boa Páscoa!



Aqui fica para todos vocês um conto da Páscoa, que celebra a partilha, a amizade, e a unidade entre todos os seres, e que deve ser sempre relembrada a cada epoca especial ao longo do ano. Feliz Páscoa para todos!
.
A VELHINHA, A GALINHA E OS OVOS DE PÁSCOA



(Conto Lituano de Nijole Jankute- Tradução livre de Olga Prokopowit)

"Numa pequena aldeia, havia uma pequena casa. Nesta casa morava uma velhinha. Ela criava uma galinha e um coelho. A galinha tinha seu ninho embaixo da escada e lá botava seus ovos. O coelho vivia solto pelo gramado que circundava a casa. A galinha cacarejava toda vez que botava um ovo, e a velhinha corria para recolher o ovo que a galinha botava e a alimentava com boa comida. A velhinha gostava muito da carijó, que tinha a crista vermelha, as patinhas amarelas e as penas coloridas.. Gostava também do coelho, que tinha o lábio partido, as orelhas bem grandes e o pelo branco bem fofinho. Certo dia, a velhinha escuta a galinha cacarejando tão alto e tão feliz: -- Botei, botei, botei! Até o coelho assustou-se e ficou com as orelhas em pé. A velhinha desceu bem rápido os degraus da escada, abaixou-se e viu no ninho um ovo bem grande, com manchas multicoloridas. Era tão lindo que ela não cansou de admirá-lo. Com muito cuidado pegou-o e levou-o para a cozinha. Ficou pensando o que faria com ele. Não podia come-lo, pois era muito bonito e também não podia deixa-lo como enfeite, pois poderia cair e quebrar-se. O coelho que estava ao seu lado, disse-lhe: --E se der de presente para uma criança? A Páscoa está chegando e com certeza quem recebe-lo ficará muito feliz. A idéia é boa, respondeu a velhinha, porém para qual criança? Eu conheço tantas. Ela pensou um pouco e exclamou: --Já sei, vou juntar muitos ovos da galinha carijó e depois de pintá-los vou presentear todas as crianças. Saltitando e feliz, o coelho dizia: -- Eu também vou ajudar a pintar. Assim dito, assim feito. A galinha carijó botou muitos ovos. A velhinha recolheu-os numa cesta de vime e junto com o coelho branquinho, pintou-os. Ficaram tão bonitos. Multicoloridos. Vermelhos, verdes, azuis, amarelos, roxos. Alguns listrados., outros com bolinhas e até com flores. No domingo de Páscoa, a velhinha os colocou numa bela cesta e o coelho branquinho distribuiu-os para todas as crianças da aldeia."~
.
Retirado daqui