Pensamento do Dia...

"É legítimo querer que nos amem por quem somos … mas é nossa a responsabilidade de sermos quem somos…fielmente."

domingo, 22 de novembro de 2009

Tristeza...

Cada vez mais sou surpreendida com a intensidade de sentimentos. A capacidade de sentir tamanha tristeza...a mais profunda que parece ser possivel de sentir...
Diz-se que quando nos sentimos tristes, realmente, esta pode vir de vidas, e vidas atrás...e a sensação que tenho, é que toda a tristeza do mundo, se mudou para o meu peito...
Mas apesar do desconforto...senti que esta tristeza, de certo modo representa a recuperação, a aceitação da sensibilidade...foi como se visse a minha "menina", de quando era criança a ser recuperada...como se a tristeza representasse o acreditar, o sentir...o ultrapassar da resistência, do mostrar algo que não são é, não se sente, só para não nos sentirmos magoados, desiludidos...para sermos fortes!
Mas como ser criança num mundo de adultos?! Como chorar frente a pessoas que não percebem...como pedir e sentir o colinho quando as pessoas se desabituaram a sentir?
Acho que sempre senti que o colo era para as crianças, e mesmo quando criança, sentia isso, era crescida e por mais que o quisesse fugia...então nem quando o tinha direito, soube usufruir...por medo, por dificuldade a sentir toda a sensibilidade que latejava no peito...
E agora doi, doi muito...doi sentir...doi olhar para trás e ver tudo o que a minha "menina" passou, sentiu...
Doi ultrapassar tudo isto, quando nos sentimos crianças a precisar do colo de quem nos entende, de quem não faz perguntas e fica ali connosco a sentir...entendendo que a tristeza é muitas vezes inexplicavel, sendo possivel apenas de ser vivenciada...
Doi continuar a ser aquela criança, e não saber pedir...aproveitar!
Doi ter medo do julgamento dos outros, com medo de sermos fracos, infantis...
.
Mas no meio de tudo isto somos altamente recompensados pelo céu...primeiro porque ele nos permitiu voltar a entrar em contacto connosco próprios..com as nossas emoções, com a nossa essência, que tantas vezes contrariamos, desconhecemos...e isso só por si é uma benção!
Mas também, no processo de fragilização, de ficar sensível...é nos enviado tanto amor, e é como se quem rodeia sentisse, a sensibilidade...como se as pessoas mais atentas, ou talvez as que com quem temos maior ligação, mesmo energética, sentissem e vêm com o seu amor, não curar, mas acompanhar-nos na caminhada!
E por isso tenho grande a gratidão, a essas pessoas, ao céu por mostrar que é esse o caminho apesar de toda a tristeza...pois quem conhesse o amor, nem nos momentos de grande tristeza, o deixa de sentir!
.
“Sad are only those who understand” - Provérbio Arábe

17 comentários:

Joana disse...

Amiga, o resgate da nossa criança interior é muito importante na nossa evolução, pois é ela que nos devolve a nossa essência. Dói, mas sente tudo ao máximo que assim passa depressa. ;)

Força. Eu sei que vais conseguir. :P

Beijocas

Hod disse...

Essencialma,
Essa é a dinâmica da Vida!!
Algumas vezes estamos alegres outras tristes!!
A Gaivota Hod voltou a voar!!!

Alôha com muitas bençãos e não tarda sua tristeza vai passar!!

beijos,

Hod.

Essencialma disse...

Joana,
é mesmo muito importante, e nunca o tinha sentido de forma tao intensa.
Sentir, sentir...é tudo o que estou, e que consigo fazer...

Beijo enorme

Essencialma disse...

Hod,
Que saudades amigo viajante...
Bem vindo de volta, senti a sua falta!

beijo de luz

Carlinha disse...

Essencialma,

Vai ao meu cantinho ver os desafios que lá tens...

Beijo de LUZ!
;)

Carlinha disse...

Essencialma,

A tristeza é isso mesmo...essa dor no peito que vai doendo, roendo, minando....até rasgar...

A tristeza é um não saber explicar o que vai cá dentro, qd tudo por fora parece bem...

A nossa criança interior pediu mimos que não fomos capazes de lhe proporcionar...pediu apoio e nós não estivemos sequer presentes...

Mas, vejo que aos poucos vais conseguindo brilhar...só a verdadeira consciência de que a criança que somos existe, e vive intensamente dentro de nós, basta para a curar...


Essa tristeza que nos esmaga vem de todo o lado e de lado nenhum...

Mas, como tu própria dizes: "...no meio de tudo isto somos altamente recompensados pelo céu...primeiro porque ele nos permitiu voltar a entrar em contacto connosco próprios...", e depois, "...com as nossas emoções, com a nossa essência, que tantas vezes contrariamos, desconhecemos...e isso só por si é uma benção!..."

Já me habituei a citar-te...e sabes pq??

Porque já ganhaste consciência de ti e da vida!

Parabéns!

Beijo de LUZ!
;)

Bubbles disse...

A tristeza faz parte de nos, por mais que a queiramos afastar. E faz sentido ser parte de nos, sem ela nunca conseguiriamos aproveitar verdadeiramente a felicidade. Sao polos, nao fazem sentido um sem o outro. E como tinhamos estado a conversar ha uns dias, nos oscilamos pelos polos naturalmente.

Vais ver que essa tristeza te vai trazer algo que te fara mais feliz a longo termo. O nosso problema quando confrontados com ela e a falta de distanciamento e visao a longo prazo. Eu acho que tudo o que sentimos faz sentido, numa perspectiva mais alargada. E tudo uma questao de a conseguir atingir ;)

Essencialma disse...

Carlinha,
E eu já me habituei a esperar pelos teus comentários...
E vês como apesar de todo o processo me chegam tantas bençãos?! Uma dela és tu, com as tuas palavras que me enchem, e cuja a sinceridade por vezes me faz pensar e muitas vezes me faz brilhar, de tão iluminadas que são!

E esse brilho tem papel fundamental de mimar, e continuar o caminho da cura!

Obrigado linda alma...principalmente por todo o carinho que me chega!

beijo de luz

Essencialma disse...

Bubbles,
Tens razão são polos...e á medida que tomamos determinada consciência, e que mudamos o foco, percebemos que não faz sentido afastá-la!
No entanto a cada passo que damos, temos a capacidade de ser surpreendidos pelas emoções, pois, aquilo que na nossa vida era morno...passa a ser ou quente ou frio...e cada vez mais quente ou mais frio...
Mas é mesmo a isto que se chama, viver a vida!

beijinhos

@_-¯Cristiano Quaresma¯-_@ disse...

Amiga querida...
Nossos pensamentos emanam
emoções e vícios emocionais!
Todos eles estão graduados
em uma determinada escala,
onde a Tristeza Profunda
está em uma das últimas
posições... A partir deste
conceito, saiba que a Raiva,
apesar de ser teoricamente
um sentimento negativo,
está acima da Tristeza
na escala das emoções...
Portanto, sinta RAIVA
de sí mesma, fique PPPPP
da vida consigo mesma por
estar nesse baixo astral,
e verá que este pode ser
o primeiro passo para
retirar o pé da Jaca!
Estou com você...
E assim se segue...
NAMASTE!

Cris Tarcia disse...

Olá!

Lindo texto, a tristeza tira nossa energia, a alma sofre. Mas depois conforme nossa caminhada ela vai se recuperando e pode fica ate mais forte do que era. Muitas dores nos ensinam muito.

Um abraço

ღ SOL ღ disse...

Olá,cheguei ao seu blog, através da amiga Maria Isabel, do Memórias de Vidas Passadas. Gostei e estou seguindo o seu blog, por ler algumas postagens, onde me identifiquei, um pouco. Virei mais vezes, para ler com calma, pois tem muitos temas que me interessam. Sou uma eterna aprendiz, em vários sentidos. Tenho um blog de plantas suculentas e ao iniciar neste mundo virtual tenho conhecido e aprendido com as pessoas, e o aprendizado da vida é um continuo caminho, onde surgem muitas oportunidades. Será um prazer que venha conhecer o meu cantinho. Abraços e tudo de bom, Sol

Essencialma disse...

Cristiano,
A tristeza faz parte das emoções básicas...por mais que ela bata, eu ligo bem com ela. Aprendi a aceitar essa dor, e com isso ganhei também muito mais alegria!

beijinhos, e obrigado pela palavras amigo

Essencialma disse...

Cris Tarcia,
é esse mesmo o intuito da tristeza. Ensinar muito da vida, aquilo que mais precisamos aprender.

Beijinhos de Luz

Essencialma disse...

Sol,
Fico contente por ter gostado! Terei todo o gosto em passar por lá!

beijinhos

Marise Catrine disse...

Essencialma,

Minha querida, quantas e quantas vezes, eu peço esse colinho e atenção.... Nem sempre é fácil mostrar esse desejo porque fomos ensinados que ao crescer fisicamente não podemos agir como crianças. Mas agora já pouco importa, pelo menos junto daqueles que me conhecem melhor, e toca a chorar e a pedir colo. ;)
Tristezas e alegrias, tudo faz parte do crescimento e da aprendizagem e há sempre um saudável contacto com o nosso eu interior em todos estes momentos. Mas isso tu já sabes.
Força nessas asinhas!
Beijocas

Essencialma disse...

Marise,
Que saudades que também tenho tuas...
Eu também me começo a entender, a aceitar...a pedir o colo. Mas ainda é muito dificil...mas continuo o caminho com a certeza que a direcção é exactamente esta!

Beijinhos